Resumo do jogo Senegal-Colômbia 28/06/2018

Senegal eliminado pelo número de cartões amarelos

Senegal 0-1 Colômbia

 

Senegal teve uma saída da Rússia muito amarga pois vinham apresentando um bom futebol e acabaram eliminados pelo critério de disciplina. Isto porquê? Porque, a equipa africana e o Japão acabaram com os mesmos pontos, vitórias (1), derrotas (1), empates (1), também o mesmo número de golos marcados (4) e golos sofridos (4). Portanto foi preciso recorrer ao critério de disciplina e o Senegal está eliminado por caus de 2 cartões amarelos que tiveram a mais que o Japão.

O Senegal, que entrou em campo como a única equipa africana a lutar pelos oitavos de final, ficou pelo caminho penalizada pelo critério de disciplina na fase de grupos: seis cartões amarelos contra quatro do Japão, que perdeu com a Polónia e que fechou o Grupo H com os mesmos quatro pontos que os senegaleses.

Saída amarga para o Senegal que merecia mais e que só precisava do empate para seguir em frente. E em Samara, a equipa africana esteve sempre mais perto de lá chegar.

Já de Volgograd chegou o relato de que nos últimos dez minutos o Japão mais não fez do que segurar a bola e o resultado, ao invés do que os africanos foram fazendo em todo o jogo com os cafeteros.

Com Quintero e James Rodríguez outra vez no mesmo onze, a Colômbia só conseguiu chegar à baliza contrária de bola parada. O portista foi batendo os livres, num obrigou N’Diaye a esticar-se e noutro assistiu Falcao que cabeceou por cima.

Do outro lado, Sadio Mané dava mais dores de cabeça e quase ganhou uma grande penalidade. Ilusão que fez o árbitro recorrer ao VAR, mas a repetição não deixou dúvidas: Davinson cortou a bola no momento certo e não fez qualquer falta.

Na segunda metade, Sadio Mané – com Sarr e Keita Baldé – continuou a dar trabalho, num jogo chato de assistir, mas não chegou a assustar nem quando teve um livre à entrada da área e quando a Polónia já vencia no outro jogo. O avançado do Liverpool escorregou, a bola saiu disparada para fora, e com ele acabou por escorregar o Senegal.

Nem dez minutos depois, após maior pressão na área contrária, a Colômbia chegou ao golo do triunfo mesmo sabendo que o empate também lhe bastava, mas com a certeza de que com a vitória os oitavos já não lhe escapavam. Canto na direita, Quintero bateu e Mina correu até ao primeiro poste para cabecear certeiro.

0-1 neste jogo e no outro a favor da Polónia, dava Colômbia e Senegal nos oitavos de final, mas a disciplina acabou por colocar a formação africana na terceira posição do grupo e afastar os africanos do Mundial.

Desde 1982 que o Campeonato do Mundo não seguia para os oitavos de final sem uma equipa africana. Segue agora, mas o Senegal deixa boa memória do que fez na Rússia em 2018.

 

Autor: Guilherme Rodrigues

Screen Century | 2011-2018 © All Rights Reserved

made by Screen Century